quarta-feira, 16 de novembro de 2016

IMI

Vou pagar a 2ª  prestação do imposto municipal sobre imóveis (IMI).
O meu avô do norte fazia gala em dizer: «Eu pago a décima». Porquê? Porque o imposto era justo e porque era forma indirecta de se afirmar proprietário. Mas este ser proprietário implicava necessariamente que o era à custa do seu próprio trabalho.
Hoje, o trabalho é um valor cada vez mais atacado por razões que bem sei, mas que me fariam passar por louco se as expusesse aqui.
Por outro lado, com o ataque sem tréguas à família, ataca-se inexoravelmente a propriedade a fim de que com o empobrecimento cada vez maior das pessoas se extinga a liberdade.
Logo que acabe de escrever este texto, vou pagar ali às Finanças 174,71 euros... isto da minha casa da estrada da Atalaia.
Daqui a três anos acaba-se o bónus que tenho da casa que construí na vila, ficando então com um IMI de uns 800.00 euros.
Como poderei segurar a casa que tenho, por hora alugada, para dar ao meu filho? Vou ter que me desfazer do património ganho à custa do meu trabalho e sacrifícios que só Deus sabe.
Mas é exactamente isto que as nefandas políticas comunistas e socialistas querem, ou seja, a imposição do criminoso igualitarismo que definha toda a sociedade.

Sem comentários:

Enviar um comentário