quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Ó MAR...

Ó mar bramante,
Solar profundo,
A mim garante
O novo mundo.

Tu és imenso
Aqui ao lado,
Nosso alimento
Tão mal parado.

Eu vou sentido
Pedir perdão.
Perdoa, amigo,
Faltar visão.

Ó mar saudade,
A dor rebenta...
Por piedade,
Fim à tormenta!

Versos de João Marafuga

Sem comentários:

Enviar um comentário